Share, , Google Plus, Pinterest,

Postado em

Conheça Jout Jout

A YouTuber fluminense faz de seu canal um meio de comunicação autêntico e bem-humorado

Em uma enxurrada de canais pessoais no YouTube sobre culinária, moda, vida fitness, relacionamentos e até mesmo sobre como tocar “Parabéns pra você” em um Ukulele, se destacar é para poucos. E se o canal for ao comando de uma mulher jovem, falando desde qual o termo correto, se “é biscoito ou bolacha” (briga eterna entre São Paulo e os demais estados do país), até temas mais densos, como abuso sexual, é para bem poucos.  Sob o comando da jornalista Julia Tolezano, de 24 anos residente em Niterói, o canal Jout Jout, Prazer fala com seus quase 500 mil seguidores com seu sotaque carioquês inconfundível sobre quase tudo, com bom humor e papo reto.

A moça se inspirou em outras criadoras de conteúdo como Jenna Marbles, que é a maior vlogger mulher do YouTube, com mais de 15 milhões de inscritos em seu canal. Julia tem um jeito muito simples de se colocar na frente da câmera, ela fala como se fosse uma conversa com amigos na mesa do bar. Na maioria de seus vídeos, a jovem jornalista está em algum cômodo da sua casa, e não há nenhuma produção sofisticada, é simplesmente ela, de cara limpa, discorrendo sobre um determinado assunto, como se nós, seus espectadores, fossemos seus amigos íntimos, como se não fosse uma tela fria de computador esta ponte.

A comunicação acontece por causa de seu conteúdo a serviço do formato escolhido, e não pelo formato tentando maquiar um conteúdo que seria apenas mais um em um milhão, literalmente, e a descrição de seu canal deixa isso evidente: “Este é o meu, seu, nosso canal! Não temos tema nem roteiro, ok? Eu só meio que vou falando e vocês meio que vão ouvindo e a gente meio que vai se amando.”  Julia conta com a ajuda de seu namorado Caio que já é quase um personagem dos vídeos, já que ele faz as filmagens, as edições e é um dos responsáveis pelo nome do canal. “Ele tinha essa de me chamar de Jout Jout. Aí coloquei lá no YouTube ‘Jout Jout’ e o YouTube falou ‘esse nome não é bom, aumente esse nome’. Então fui lá e coloquei: ‘Prazer’. E ficou assim, ‘Jout Jout Prazer’.”, diz a jornalista em entrevista à Revista TPM, em uma bela amostra de o que importa é realmente o conteúdo.

Confira alguns vídeos do canal:

“NÃO TIRA O BATOM VERMELHO”
1.559.835 views 

“VAMOS FAZER UM ESCÂNDALO”
1.226.911 views             

“FINALMENTE UMA RESPOSTA”
970.030 views 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *