Share, , Google Plus, Pinterest,

Postado em

Palhaços, histórias e conteúdo

Blog Doutores da Alegria: case de conteúdo de marca para ONGs

Você provavelmente já ouviu falar deles, os Doutores da Alegria. A ONG fundada, em 1991, por Wellington Nogueira é a pioneira no país em desenvolver trabalho com palhaços em ambientes hospitalares. Com sedes em São Paulo e Recife, sua atuação se desdobra em ações como: visitas a crianças hospitalizadas, uma escola com iniciativas como o Programa de Formação de Palhaço para Jovens, Plateias Hospitalares e muitas outras.

Tal modelo de empreendedorismo social daria em filme, mas como transformar tudo isto em conteúdo para o mundo digital? A resposta é simples: um blog. A ONG é reconhecida por um grande público e se usa das plataformas digitais para manter um diálogo forte e direto com ele.

IMG_7045
O modelo do Doutores da Alegria já foi tema de teses de mestrado, documentário, reportagens e tantas outras coisas.

Conheça o Blog dos doutores aqui.

“O Blog é a principal porta de entrada para o site dos Doutores da Alegria, atualmente. Ali compartilhamos o nosso trabalho com a sociedade, como um buraco na fechadura! Além do dia a dia no hospital, tocamos em temas relacionados ao universo da saúde, falamos com profundidade sobre alegria, humor e relações humanas e propomos reflexões sobre o olhar do palhaço.”, diz Gabi Caseff, responsável pelo Blog. “Também temos matérias mais institucionais sobre os projetos além do hospital e artigos de convidados especiais. Tudo isso é uma forma de prestação de contas para a sociedade que apoia o nosso trabalho. Faz parte da missão de uma organização social.”, completa. 

Hoje, os Doutores da Alegria têm mais de 2.250.000 fãs no Facebook, com alcance semanal de 4 milhões de pessoas, sendo a única ONG brasileira com este desempenho, atingindo este número  de forma orgânica, segundo comenta Gabi Caseff: “Doutores da Alegria vai na contramão do que se é mais consumido hoje na Internet. Preferimos boas histórias, reflexões que aprofundam o nosso trabalho, na lógica do que experimentamos nos hospitais, na criança.” Gabi fala, ainda, ao Conteudistas sobre a importância dessas plataformas: “A maior parte de nossas ações é feita no mundo digital. Este “mundo” é fundamental em termos de compartilhar o trabalho, arrecadar doações e deixar a marca em evidência. Falamos de uma causa que pertence à sociedade e compartilhamos uma cultura de alegria, de forma que as pessoas possam experimentar a alegria por meio de nosso conteúdo.”

Não é por acaso que o blog é inspirados nos palhaços, um ser atrevido, sempre tropeçando fora da regra, ressignificando o erro e metendo o nariz em lugares inusitados como o hospital e o mundo digital. Ainda bem! :o)

A grande paródia dos Doutores da Alegria é que os palhaços, que são artistas profissionais e não voluntários, se auto-intitulam de Besteirologistas. Eles entram na rotina de internação da criança de uma forma inusitada nos hospitais, operando “miolos moles” e aplicando confusão, riso e passos atrapalhados em um lugar que tem tudo para não ter graça, ainda mais para os pequenos.

Author's image
Fernanda Lopes

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *